Resenha: A Rainha Vermelha

16:48:00



Título: A Rainha Vermelha
Autora: Victoria Aveyard 
Editora: Seguinte
Páginas: 424 





Sinopse: O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: verrmelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses.
Mare rouba o que pode  para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre ter um poder misterioso... Mas como isso seria  possível, se seu sangue é vermelho?
Em meio às intrigas dos nobres prateados,  as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará  príncipe contra príncipe - e Mare contra seu próprio coração.



O que eu penso sobre: Eu me surpreendi com A Rainha Vermelha, é o que posso dizer. Eu não li a sinopse ou mesmo o final do livro antes de começá-lo, algo que sempre faço, eu não sabia do que se tratava o livro e fui me surpreendendo aos poucos, me apegando aos personagens, acreditando em suas palavras, duvidando de seus caráteres...
A sinopse acima resume um pouco o início do livro. Mare, a protagonista, narra suas desventuras por ser uma vermelha. Seus irmãos estão na guerra, seu pai ficou numa cadeira de rodas por ter ido para a guerra, sua irmã e única chance da família se machuca por sua causa... Kilorn, seu amigo, que antes era um aprendiz de marinheiro, perde o instrutor e assim,  seu futuro já está traçado: Exército/ guerra/ morte. Mas Mare não pretendia deixar mais um dos seus partirem, então promete dar um jeito. E dá! Mas custa caro, e tentando roubar o suficiente para seu passaporte de fuga (e de Kilorn), conhece Cal. O cara se mostra gentil, dá duas moedas valiosas à ela e a leva em casa... Suspeito, claro!
No dia seguinte, Mare é convocada para trabalhar no palácio, onde acontecia um evento importante: A Prova Real. 
A prova real é o evento em que as garotas de cada Casa, ou seja, de cada família importante, demonstra seu poder e disputa o posto de princesa e esposa do príncipe.
E por acaso, Cal é um príncipe. E minha suspeita se confirma!!
Durante uma das "apresentações", Mare descobre seus poder ( que  é super-legal!)  e desperta burburinho. O rei e a rainha logo dão um jeito de manipulá-la e a faz ficar noiva do príncipe. Ah, mais que óbvio, não é?
  Não mesmo! Ela fica noiva de Maven, irmão mais novo de Cal. 
Depois disso, tanta coisa acontece!!! Rebelião, coisas suspeitas, beijos roubados, danças "proibidas", mentiras...
E um conselho que dou, não confie em ninguém... Todo mundo pode trair todo mundo!


"Enquanto não nos reconhecerem como humanos, como iguais, a guerra baterá à porta das suas casas. Não nos campos de batalha, mas nas suas cidades. Nas suas ruas. Onde você moram. Vocês não nos veem, e por isso estamos em todo lugar".




"A revolução precisa de uma faísca para começar".




"E nós vamos nos levantar. Vermelhos como a aurora".



"Todo mundo pode trair todo mundo".



Amei esse livro! E... Espero que tenha um segundo, pois o final me assustou e me fez querer mais!

E é isso, beijos!

You Might Also Like

12 comentários

  1. Ai que incrível Midi, estou absolutamente louca para ler esse livro! Parece bom demais, mesmo! Uma, hum, Seleçãomais macabra, talvez? Hahaha.
    Beijo,

    http://lucyintheskywithbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, enquanto lia lembrei de A Seleção, um pouco de Jogos Vorazes...

      Excluir
  2. Eu ainda não tinha lido nada sobre esse livro (e não sei pq estava com a impressão de que ele era o segundo de uma outra série), mas já estou empolgada com ele! Parece ter uma temática bem variada, meio Seleção - como a Rê falou - misturado com Jogos Vorazes, por causa da revolução das citações ali.

    http://sobrecontarhistorias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Fernanda, eu também achei... E espero que esse seja o primeiro de uma série já que o final é meio frustrante... Eu queria mais! :)

      Excluir
  3. Oooii Midian, esse livro parece ser maravilhoso *-*
    Já tinha visto a sinopse há um tempinho, e SUPER me interessei por ele, ainda mais depois da sua resenha.
    É legal não ler a sinopse nem saber sobre o livro antes de lê-lo, é uma sensação divertida, realmente você vai se apegando aos poucos aos personagens.
    Preciso desse livro!! Amo fantasia e contos de fadas, e principalmente livros com esse gênero. *u*
    ótima resenha :)
    ( vou caçar este livro até conseguir kkk ).
    Bjjjjs
    caminhodoslivros0.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia mesmo, Ester! É bem interessante e empolgante... :)

      Excluir
  4. Menina, eu tô pra ler esse livro desde o lançamento, mas cadê dinheiro e tempo pra isso?! Vixe!!!
    Amei a resenha ♥

    Beijos!
    Paulinha
    www.naoleia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. KKKK, eu também ainda não comprei o meu, li em e-book... Mas quando uma graninha aparecer, ele será colocado no conforto de minha estante!

      Excluir
  5. Olá Midian!
    Ai essa capa é tudo, muito linda! E chama atenção, assim como o título!
    Estou louca para tê-lo em mãos e devora-lo, me lembrou o livro "A Seleção". Espero ler em breve!

    Beijos,
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br/2015/07/resenha-simplesmente-ana-marina-carvalho.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tahis!
      Pois é, me lembrou A Seleção também e a capa é mesmo linda,...
      :*

      Excluir
  6. Esse livro eu li por causa do sucesso que estava tendo antes de ser lançado aqui e eu só sabia dos esquemas do sangue e o diferencial da Mare e adorei o livro!

    Giovana - Blog: Dei um Jeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também adorei o livro Giovana. Eu conheci por acaso, num site de e-books... Gostei da capa, baixei e li. Agora só falta comprar pra colocar na estante! :D

      Excluir