Resenha: Divergente

23:23:00








Título: Divergente 
Autora: Veronica Roth 
Editora: Rocco 
Páginas: 504






Sinopse: Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto.
A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é. E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.


O que eu penso sobre: Eu li esse livro tem um tempo, mas como recentemente li Insurgente, achei que deveria começar...Do começo... Hahahaha!
Eu li Divergente por ser uma distopia e por estar relacionado, de algumas formas, à Jogos Vorazes.
E não, não acho que sejam iguais, parecidos, ou imitação um do outro. Cada um tem sua história e seu jeito especial de nos cativar.
A questão é que eu não conhecia a história, mas como vi que era uma distopia, me interessei logo...



"A paz é contida; isso aqui é liberdade."


O livro se passa em um universo distópico, ou seja, um universo onde existe um sistema opressor, totalitarista e autoritário.
A sociedade é dividida em facções, sendo essas a Abnegação, Audácia, Erudição, Franqueza e Amizade.

O modo como a autora criou essa perspectiva e a personalidade da protagonista foi o que mais me prendeu a história, pois Tris, se mostra cada vez mais forte, de acordo com o passar do tempo.
Cada capítulo ia me surpreendendo ainda mais  e eu ia me apaixonando por cada personagem.

Os personagens secundários também são de suma importância... Alguns me surpreenderam... Tanto positivamente, quanto negativamente. Alguns eu simplesmente me apaixonei, e sofri com suas desilusões...


" A razão humana é capaz de  justificar qualquer mal; é por isso que não devemos depender dela."  


Gostei do relacionamento entre os protagonistas, Tris e Tobias( ou Quatro). Na minha opinião foi algo sincero, e real, nada forçado ou repentino. Foram se aproximando, se apaixonando aos poucos, naturalmente...

O desfecho e todos os acontecimentos que o antecedem nos deixa ainda mais apaixonados pela história, esperando loucamente pela continuação.


"Não querer machucar as pessoas não faz de você um covarde."


Enquanto lia o livro, pensava em qual facção mais me encaixaria, sempre pensei ser Divergente, até que descobri que sou Destemor( ou audácia)... Não fiquei decepcionada!


( A resenha hoje foi mais curta que o habitual... Me desculpem, mas faz tempo que li esse livro, não lembro dos mínimos detalhes, só fiz a resenha por causa que farei a de Insurgente. )

E é isso, beijos!

You Might Also Like

6 comentários

  1. Oi Midi!
    Gostei bastante de Divergente, mas Tris foi tão forte e corajosa que acabei não gostando muito dela. Como não podia deixar de ser, meu personagem favorito é o Quatro, hahaha. E também sou totalmente Tobeatrice!
    Eu sou Divergente, não conseguiria ser uma coisa só... Audácia, hein?Sai de perto, hahaha.
    Beijos,

    http://lucyintheskywithbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rê!!!
      Ai, eu amei Divergente, acho que justamente por ela ser tão forte.... Não sei não, mas acho que ela tem mais audácia do que as outras duas facções. Hahahaha
      Hehehe...Eu acho engraçado por que Sou Corvinal (inteligentes e bonitos...), Distrito dois (Carreirista...) e Audácia... É uma misturada, não é? HAHAHAHAHA!

      Beijos!

      Excluir
  2. Iuhullll! Gostei demais da resenha! Não sei se é porque eu amo demais o filme rsrs. Eu quero ler Divergente, mas tenho adiado tanto... Sabe, sem tempo ): mas sua resenha aguçou mais a minha vontade, que bem vc fez com Cidade dos Ossos hahaha! Gostei mesmo! E amei as quotes!

    Beeijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que bom que gostou Jess!
      Leia logo para ficarmos loucas por Quatro juntas! kkkkkkk

      Beijo!

      Excluir
  3. Oi Mi!
    Eu devorei a série assim que foi lançada e amei, a trama é bem desenvolvida, os acontecimentos são de tirar o fôlego, e ficava super curiosa com a determinação da Tris. Quanto ao casal eu não gosto muito, Quatro é meio durão, e acho que eles não combinaram muito, sei lá, se bem que prefiro o Quatro do livro, o do filme não me simpatizei com ele, acredita? haha..

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tahis! :)
      Ahhhh, ainda não li Convergente e Quatro... Ai, eu adoro o casal!!!! E o fato de Tobias não ser um pão de ló... Quer dizer, eu adoro quando os caras são mamão com açúcar, fazem tudo o que a mocinha quer, aceitam tudo... Mas acho muito mais legal o modo como Quatro age... Ele é o cara! Hahaha
      Ah, eu gostei do Theo... Apesar de que na minha opinião, Quatro é bem mais gato que ele!

      Beijos

      Excluir