Resenha: Insurgente

14:51:00





Título: Insurgente 
Autora: Veronica Roth 
Editora: Rocco 
Páginas: 509






Sinopse: Uma escolha pode te transformar - Ou destruir. Mas toda escolha carrega consequências e, enquanto uma sensação de inquietação assola as facções ao seu redor, Tris Prior precisa persistir em sua tentativa de salvar as pessoas que ama - e a si mesma - ao lidar com as questões relacionadas à mágoa e ao perdão, à identidade e à lealdade, à política e ao amor.
O fim da iniciação de Tris deveria ter sido marcado por celebração e vitória com sua nova facção: no entanto, o dia resultou em horrores inimagináveis. Agora, à medida que o conflito entre as facções e suas ideologias cresce, a guerra se aproxima. E, em tempos de guerra, partidos precisam ser tomados, segredos vão emergir e as escolhas se tornarão ainda mais irrevogáveis - e poderosas. Modificada por suas próprias decisões, mas também por uma devastadora sensação de mágoa e de culpa, descobertas radicais e relacionamentos em transformação, Tris precisa aceitar por completo a sua Divergência, mesmo que não saiba exatamente o que pode perder ao fazer isso.


O que eu penso sobre: Eu passei aproximadamente  um ano para ler esse livro depois que li Divergente. O porquê? Me disseram algo que acontece no último livro e é extremamente doloroso. Não conseguia ler de jeito nenhum... Mas resolvi encarar meus medos. Hehe.

Como o segundo livro de uma trilogia, Insurgente dá continuação aos acontecimentos do seu antecessor.


" A tristeza  não é tão pesada quanto a culpa, mas  rouba mais de nós."

Escolhas erradas (ou não), fatalidades ( ou não), segredos, mentiras, todos são interligados nesse mais novo capítulo narrado por Tris Prior, a protagonista.

Após revelar sua Divergência ao "mundo" e perder muitas pessoas amadas durante os acontecimentos que se segue, Tris se vê obrigada a fugir,  escondendo-se das "autoridades" que caçam todos que vão contra o regime, inclusive ela.


" Acho que choramos para liberar nosso lado animal, sem perder a humanidade. Porque, dentro de mim, há uma fera que rosna, ruge e luta por liberdade..."


Esse livro está repleto de surpresas e revelações. Novos personagens  aparecem, nos deixando com certa desconfiança, ou simplesmente mais apaixonados ainda por essa história belíssima.

Achei  que Insurgente  focou  mais em mostrar as outras facções e  como vivem, pelo fato do primeiro ter sido focado apenas na abnegação e na audácia.
Também focou em torturar os fãs do casal protagonista, já que diversas escolhas entre eles abalam um pouco a relação.


" Escolhas podem ser refeitas."

Entre todas as questões levantadas no livro, A Cerca ( e o que tem além dela ) foi o que mais me deixou curiosa, e fiquei embasbacada com o desfecho. 


" Não havia percebido até aquele momento que a iniciação da Audácia havia me ensinado uma lição importante: como seguir em frente."


"A verdade costuma mudar os planos das pessoas."


" Ser cruel não torna uma pessoa desonesta, da mesma maneira que ser corajoso não faz de ninguém gentil."


"Insurgente. Substantivo. Uma pessoa que age em oposição à autoridade estabelecida,mas que não é necessariamente considerada agressiva."


Leia também: Divergente

E é isso, beijos!

You Might Also Like

6 comentários

  1. Eu achei Insurgente um pouco mais sonolento que os outros e consigo me lembrar pouca coisa dele (levei o tal spoiler do 3º livro quando tava lendo esse ano passado :c), mas foi bem interessante o foco nas outras facções, que no primeiro livro só descobrimos como eram os esquemas da audácia!

    Blog: Dei um Jeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ainda só li os dois primeiros e se fosse para escolher um dois dois, seria Divergente...
      Sim, sim, gostei de conhecer as demais facções, achei muito bacana...

      Beijos!

      Excluir
  2. Adoro a trilogia, mas esse não é o melhor (nem o pior). Ele está no meio da classificação haha

    Beijocas,
    http://doprefacioaoepilogo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ainda só li Divergente e Insurgente...E gostei mais do primeiro.... Mas também gostei bastante de Insurgente... Hehehe

      Beijos!

      Excluir
  3. Oi, Midi!
    Também me deram um mega spoiler sobre o fim da trilogia :/ Mas como você, fui lá terminar a história :) Ainda bem, porque apesar do que acontece achei que valeu a pena ler.
    Beijos

    http://sobrecontarhistorias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi FÊ!
      Essa vida de receber spoilers, hein? KKKKKKKK
      Pois é, o importante é saber por si só e tirar as próprias conclusões...
      Beijos!

      Excluir