Resenha: Cartas de Amor aos Mortos

20:40:00






Título: Cartas de Amor aos Mortos 
Autora: Ava Dellaira 
Editora: Seguinte 
Páginas: 333






Sinopse: Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop… apesar de ela jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas personalidades e tenta desvendar os mistérios que envolvem suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: um garoto misterioso chamado Sky. Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que se passou com ela e com a irmã é que poderá aceitar o que aconteceu e perdoar May e a si mesma. E só quando enxergar a irmã como realmente era — encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um — é que poderá seguir em frente e descobrir seu próprio caminho.


O que eu penso sobre: O livro é narrado em primeira pessoa por Laurel, uma garota que perdeu a irmã -uma pessoa que ela amava e admirava cegamente - a pouco tempo.
Após a morte de May, irmã de Laurel, a mãe vai embora, o pai se fecha e ela começa a conviver com a tia religiosa e um pouco fanática. 
Como não queria estudar em uma escola onde todos a conheciam e sabiam do que acontecera, ela decidiu começar o ensino médio em outra escola, e assim começa os seus novos desafios, como fazer amizades, e se descobrir seu lugar no mundo.

"A arte de perder não é nenhum mistério;
tantas coisas contém em si o acidente
de perdê-las, que perder não é nada sério."

Achei muito interessante a forma que a autora resolveu narrar a história, em forma de carta. Bem criativo! E o fato de serem destinadas à artistas mortos também foi interessante, pois alguns dos citados eu não conhecia.
A protagonista foi uma incógnita nas primeiras páginas, mas logo depois eu a desvendei. Ela era a irmã mais nova de uma garota especial e a idolatrava, a ponto de se por em perigo e esconder da família coisas importantes. E tudo o que acontece durante a narrativa mostra a dependência de Laurel. Também a achei sem personalidade própria, fato que ela mesma concorda diversas vezes, e o pior, é uma pessoa influenciável.

"Na vida, podemos ser mais que passageiros."

Não gostei do modo como as drogas -  no geral - foram abordadas. Quer dizer, alguns personagens usavam como se fosse uma coisa legal, que faz bem e que é possível parar de usá-la quando quiser, e não é assim que funciona. E apesar de saber que esse artifício foi usado para dar uma carga emocional e dramática a história dos personagens, essa foi a minha opinião.
Desde o início do livro é perceptível que a protagonista esconde algo, um fato importante que a faz se culpar pela morte da irmã e quando esse mistério é finalmente desvendado, entendi o porquê de várias atitudes que ela tomou.
O final me pareceu a melhor escolha, pois uma pessoa que passou o mesmo que Laurel, claramente precisa de ajuda, de pessoas que a amam por perto e de autorreconhecimento e perdão próprio.

"Sou uma dessas pessoas estranhas comuns."




E é isso, beijos!

You Might Also Like

18 comentários

  1. Oi Mi!
    Hum.. Personagens que não tem personalidade me intrigam... Acredito que põe ela ser nova e ter a Irmã como espelho não tenha desenvolvido esse lado, sei lá... Mas me pareceu uma história diferente, recentemente li um livro em forma de cartas, eu gostei mas foi meio massante, então já fico receosa quando do vejo que a narrativa é assim coisa que eu adorava mas depois de tal leitura fiquei assim.. O que eu está a doida para ler o livro, agora a vontade já diminuiu, pois já é mais uma resenha negativa sobre o livro...

    Beijos
    Lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi :D
      Sim, é diferente e até intrigante. Talvez você goste, mas não foi um livro que eu gostei muito....

      Beijos!

      Excluir
  2. Oi ...
    Sempre tive vontade de ler esse livro ! Muitas pessoas comentam ser um ótimo livro .
    Mesmo não tendo lido o livro concordo com você a respeito das drogas , porque , acho que os autores tem a obrigação de alertar o perigo dessas substâncias e não deixar como sendo algo legal .
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,
      Sim, eu também acho que se é para falar de drogas, que seja de um modo que repudie. Mas de certo modo, acho que era essa a intenção da autora, mas não soube passar a ideia, em minha opinião, claro....

      Beijos!

      Excluir
  3. Que pena você não ter gostado tanto.... eu amei, de verdade.
    Também acho que as drogas deveria ter sido abordada com uma importância maior, apesar que, pra mim, mesmo com essa falha o livro continua sendo lindo!

    Beijos,
    Natália.
    www.doprefacioaoepilogo.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Natália, pena mesmo, eu fui com a maior expectativa... Mas eu amei a capa! Hahahaha!

      Beijos!

      Excluir
  4. Achava que estava sozinha em não curtir Cartas de Amor aos Mortos, me abraça.
    Achei meio exagerado a forma que as drogas foram abordadas e a personalidade dos personagens me incomodaram um pouco.

    Giovana || Blog Dei um Jeito

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahha, abraço dado! :)
      Sim, concordo com você.

      Excluir
  5. Oi...
    Passando pra dizer que te indiquei numa tag lá no blog . Procure por "Tag : de tudo um pouco "

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Mi!
    Esse livro está na minha estante há anos, mas ainda não li. Já vi comentários positivos e negativos. A sua experiência, pelo jeito, não foi para nenhum dos extremos. Vamos ver como vai ser a minha ;)
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mari!
      Hahahaha, pois é, espero que você tenha uma boa leitura :D

      Beijos!

      Excluir
  7. Oi oi! Já tinha lido outras resenhas desse livro e cada vez fico com mais vontade de lê-lo! <3

    Abraços.

    http://www.oraculodeelfos.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi... Ah, que bom, espero que sua leitura seja prazerosa! :)

      Abraço!

      Excluir
  8. Oi, Midi!
    Vi várias vezes esse livro em minhas andanças na internet e em livrarias, mas acho que ainda não tinha lido uma resenha sobre ele. Eu tinha meio que uma sensação de bloqueio em relação a ele, apesar de amar a capa, mas acho que depois de ler sua resenha me sinto um pouquinho mais disposta a me aventurar nessas páginas :)
    Beijos

    http://sobrecontarhistorias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fê!
      Ah que bom. Eu particularmente não fiquei lá muito fã da autora e sua escrita, mas de um modo geral, o livro é legal e passa uma ideia e uma mensagem importante, um pouco tensa, mas importante.

      Beijos!

      Excluir
    2. Oi Fê!
      Ah que bom. Eu particularmente não fiquei lá muito fã da autora e sua escrita, mas de um modo geral, o livro é legal e passa uma ideia e uma mensagem importante, um pouco tensa, mas importante.

      Beijos!

      Excluir