Resenha: Trilogia Grisha - Livro III - Ruína e Ascensão

17:58:00






Título: Ruína e Ascensão 
Autora: Leigh Bardugo 
Editora: Gutenberg 
Páginas: 344





Sinopse: A capital caiu.
O Darkling comanda Ravka em seu trono das sombras. Agora o destino da nação depende de uma Conjuradora do Sol arruinada, de um rastreador desonrado e dos cacos do que antes fora um grande exército mágico.
No fundo de uma antiga rede de túneis e cavernas, uma fraca Alina deve se submeter à duvidosa proteção do Apparat e daqueles que a veneram como uma Santa. Porém, sua mente está na busca pelo misterioso pássaro de fogo e na esperança de que um príncipe foragido ainda esteja vivo.
Alina deverá formar novas alianças e deixar de lado velhas rivalidades, enquanto ela e Maly buscam pelo último dos amplificadores de Morozova. Mas assim que começa a elucidar os segredos do Darkling, ela descobre um passado que mudará para sempre seu entendimento sobre a ligação que os une e o poder que ela carrega. O pássaro de fogo é a única coisa que está entre Ravka e a destruição — e reivindicá-lo pode custar a Alina o futuro pelo qual ela tem lutado.



O que eu penso sobre:  OMG! Que livro foi esse? Que fim espetacular, para uma trilogia espetacular!

Geralmente eu leio algumas resenhas de livros que me deixam curiosa, mas essa trilogia eu comecei a ler totalmente no escuro. À única coisa que eu soube era que tinha algo sobre magia, que tinha algo bem parecido com A Rainha Vermelha.  E não me arrependo de nada, cada livro foi uma descoberta, cada surpresa era maravilhosa... Eu simplesmente amo essa autora e seus livros lindos.




" Eles tinham uma vida comum,  cheia de coisas comuns. Se é que o amor pode ser chamado de comum."


O livro começa exatamente como os outros, na terceira pessoa, como se fosse um contador de histórias, falando sobre os protagonistas da mesma. Logo depois Alina, a protagonista começa com sua narrativa tão prazerosa, intrigante e cheia de revelações que me deixou embasbacada.

A evolução dos personagens, o modo como mostram a humanidade, suas atitudes, falhas... A autora foi tão feliz em suas escolhas que é preciso parabenizá-la. Tanto a protagonista, quanto os demais personagens importantes tiveram um crescimento e amadurecimento significativo. Vários personagens como Maly se mostram muito diferentes, um fato que vem sido iniciado desde o livro anterior, Sol e Tormenta...


" Eu era uma estrela viva. Era combustão. Um novo sol nascido para despedaçar o ar e engolir a terra. Eu sou ruína."



Eu tinha diversas teorias de como seria o final, com que Alina ficaria no final - de certo modo ela é "disputada" por três caras muito distintos e lindos e...  Enfim, eu tive muitas teorias, mais nenhuma chegou perto do desenrolar da história. Bardugo conseguiu me surpreender de um jeito catastrófico! 

Sem sombra de dúvidas esse foi um dos melhores livros que li em 2015. De verdade, foi emocionante, rápido, uma leitura fácil, mas cheia de muitas revelações, me deixou arrepiada, me fez rir, chorar... Me emocionou com o final... 


" Você segue adiante e, quando tropeçar, levanta de novo. Quando não conseguir levantar, deixe que nós a carreguemos. Deixe que eu a carregue."





Leia também: Sombra e Ossos e Sol e Tormenta.


E é isso, beijos!

You Might Also Like

2 comentários

  1. Olá :)
    Sempre vejo comentários super positivos sobre a série, mas até o momento não interessou pra ler!
    Mas a personagem principal parece ter um crescimento bom no decorrer da trama e isso me interessa bastante!

    Beijão,
    http://livrosentretenimento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Ah, que pena, eu adorei... Sim, ela tem um desenvolvimento bem legal durante a trilogia...

      Bj!

      Excluir