Resenha: Fazendo meu filme - Livro III - O roteiro inesperado de Fani

15:36:00





Título: Fazendo meu filme 3 - O roteiro inesperado de Fani
Autora: Paula Pimenta
Editora: Gutenberg
Páginas: 424



Sinopse: Um turbilhão de sentimentos e emoções. Assim podemos definir o terceiro volume de Fazendo meu filme. No mais intenso livro da consagrada série, Fani, agora com dezoito anos, volta da terra da rainha mais segura, mais madura, e logo se dá conta de que já não é mais a mesma menina que viajou para a Inglaterra, cheia de anseios e temores. Agora, as expectativas estão voltadas para o vestibular e o tão sonhado namoro com Leo. Mas, como em um bom filme, sua vida é cheia de surpresas, alegrias, decepções e conflitos. Estefânia Castelino Belluz terá de fazer escolhas difíceis e corajosas.
Seja em confusões no namoro, nas dúvidas do vestibular, nas relações com a família ou com as amigas, Fani passa por várias novas experiências e continua a fazer o seu filme, por caminhos às vezes cheios de romance e felicidade, às vezes duros e nebulosos. 


O que eu penso sobre: Como amar mais essa série???  Impossível! 

Comecei o meu amor eterno por Fazendo meu filme no início do ano... Foi o primeiro livro que li em 2016, deixando tudo mais leve e cor de rosa, como eu queria. 

Esse livro dá continuidade ao anterior, onde Fani chega ao Brasil, onde precisa se readaptar, depois de passar um ano vivendo outra cultura, outro costume, com outra família... Recomeça seu romance com Leo, seu melhor amigo, que se tornou o seu grande amor e tudo o mais...

O problema é que, apesar de ter mudado muito enquanto estava em Londres, Fani acreditava que tudo estaria perfeito e igual quanto ela voltasse, o que não acontece... Sua família, amigos, sua vida está diferente, e esse é um dos dilemas que a protagonista precisa enfrentar.

Amei cada pedacinho desse livro, até mesmo as partes bobinhas de adolescentes, como as briguinhas do casal, o ciúme bobo, as intrigas entre amigas, tudo. 
A Fani é aquele tipo de personagem que a gente - pelo menos eu - se apega fácil. É inteligente, sabe o que quer da vida, tem os seus pontos fortes e fracos, por que afinal de contas ninguém é perfeito! Acho que a única coisa que me desagrada nela é o chororô, haha. Eu sou uma Drama Quenn, afinal  sou canceriana, mas a senhorita Belluz leva esse nível de drama a décima potência

Todos os personagens foram bem criados. As amigas da protagonista são tão humanas. Cada uma com suas personalidades próprias, mas tenho certeza que quem ler, vai lembrar de alguém com aquelas características, eu lembrei de várias amigas minhas...

O Leo é um querido. É claro que não é perfeito, já que não estamos falando de um romance fantástico, porém ele tenta ser um cara digno da garota pelo qual é apaixonado, e isso conta milhões de pontos ao seu favor.

A diagramação do livro é maravilhosa. Aliás, todos os livros da Gutenberg que li até agora são divinos. Essa capa ganhou um lugar todo especial no meu coração. Além de ser azul - minha cor favorita  - , tem todas essas ilustrações incríveis, é a minha cara, hehe!


" Caso sirva de alguma coisa, saiba que no vestibular do meu coração você tirou o primeiro lugar."

Leia também: A estréia de Fani, Fani na terra da Rainha.


E é isso, beijos!

You Might Also Like

0 comentários