RESENHA - POR LUGARES INCRÍVEIS

By Midian Santos - janeiro 06, 2018


Autora: Jennifer Niven | Páginas:336 |
 Editora: Seguinte | Skoob |
5/5


Sinopse: Violet Markey tinha uma vida perfeita, mas todos os seus planos deixam de fazer sentido quando ela e a irmã sofrem um acidente de carro e apenas Violet sobrevive. Sentindo-se culpada pelo que aconteceu, Violet se afasta de todos e tenta descobrir como seguir em frente. Theodore Finch é o esquisito da escola, perseguido pelos valentões e obrigado a lidar com longos períodos de depressão, o pai violento e a apatia do resto da família.

Enquanto Violet conta os dias para o fim das aulas, quando poderá ir embora da cidadezinha onde mora, Finch pesquisa diferentes métodos de suicídio e imagina se conseguiria levar algum deles adiante. Em uma dessas tentativas, ele vai parar no alto da torre da escola e, para sua surpresa, encontra Violet, também prestes a pular. Um ajuda o outro a sair dali, e essa dupla improvável se une para fazer um trabalho de geografia: visitar os lugares incríveis do estado onde moram. Nessas andanças, Finch encontra em Violet alguém com quem finalmente pode ser ele mesmo, e a garota para de contar os dias e passa a vivê-los.





O que eu penso sobre: A cada 40 segundos uma pessoa se suicida no mundo. No Brasil o número chega a quase 11 mil por ano.
Transtornos mentais e alimentares, abuso sexual, psicológico, moral são frequentemente associados ao suicídio.

O livro apesar de ter uma capa linda e fofinha, trata de um assunto pesado e que merece ser discutido. Um assunto que muitas vezes é abafado, encoberto por vergonha, por preconceito.

Violet e Finch se aproximam após um incidente em comum. Ambos estavam na torre do sino do colégio, no parapeito. Os dois acabam ajudando um ao outro a descer e com o passar dos dias vão se ajudando a continuar vivendo. Ou tentando.

A escrita da autora deixa tudo mais leve e fácil. 
Apesar de saber e desconfiar como tudo vai terminar, você espera que tudo fique bem, que no fim as coisas deem certo.


Ri, chorei, me apaixonei pelas conversas, diálogos e momentos. Chorei um pouco mais pelo desfecho inevitável e pelas circunstâncias atenuantes.


"O que percebo agora é que o que importa não é o que a gente leva, mas o que a gente deixa."


E é isso! Já leram? Vamos conversar sobre o livro aqui nos comentários! :)


Beijo!

  • Share:

You Might Also Like

4 comentários

  1. Gostei muito da temática desse livro, precisamos falar muito sobre esses assuntos e conscientizar cada vez mais a sociedade!

    www.estante450.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, com certeza. A conscientização é o mais importante!

      Excluir