RESENHA - A ESPADA DO VERÃO

By Midian Santos - janeiro 18, 2018


Autor: Rick Riordan | Páginas: 448 |
Editora: Intrínseca | Skoob
4,5/5


Sinopse: Às vezes é necessário morrer para começar uma nova vida...
A vida de Magnus Chase nunca foi fácil. Desde a morte da mãe em um acidente misterioso, ele tem vivido nas ruas de Boston, lutando para sobreviver e ficar fora das vistas de policiais e assistentes sociais. Até que um dia ele reencontra tio Randolph - um homem que ele mal conhece e de quem a mãe o mandara manter distância. Randolph é perigoso, mas revela um segredo improvável: Magnus é filho de um deus nórdico.
As lendas vikings são reais. Os deuses de Asgard estão se preparando para a guerra. Trolls, gigantes e outros monstros horripilantes estão se unindo para o Ragnarök, o Juízo Final. Para impedir o fim do mundo Magnus deve ir em uma importante jornada até encontrar uma poderosa arma perdida há mais de mil anos. A espada do verão é o primeiro livro de Magnus Chase e os deuses de Asgard, a nova trilogia de Rick Riordan, agora sobre mitologia nórdica.



O que eu penso sobre: Magnus Chase morre em menos de 50 páginas e a partir daí, o desenvolver da história só melhora.

Os vikings acreditavam que ao ter uma morte honrosa, no campo de batalha, havia a possibilidade de ir para Valhala, o paraíso para os guerreiros de Odin.

É para esse paraíso que Magnus é levado, mas logo descobre que apesar do lugar ser lindo, com comida à vontade e algumas vantagens, ali não é um lugar para descanso eterno. Pelo contrário, é um preparatório para o Ragnarök, um evento que todos temem e desejam evitar. 


Após ter presenciado a morte brutal da mãe e virado morador de rua, Magnus Chase aprendeu a não confiar em tudo e todos e se virar em meio as dificuldades.
Destinado a empunhar a espada "perdida" do pai, ele sai em uma busca às cegas, fugindo de inimigos, amigos e um vilão, o lorde dos gigantes do fogo e dos demônios. 

Sabe quando você lê tanto um autor que parece que os personagens sempre tem a mesma essência e personalidade do primeiro? Senti isso quando li pela perspectiva de Apolo e agora com Magnus. Pra mim isso não é um problema, mas de certa forma é meio chato... Não sei.

O fato é que apesar disso, amei a narrativa, me apaixonei pelos personagens, por ter uma ligação com as outras séries, por ser uma nova mitologia.

Sempre me apaixono pelos livros do Rick!


Já leram esse livro ou algum do Rick? O que acharam da resenha?


Beijos!!


  • Share:

You Might Also Like

0 comentários